Craque do futsal tentará manter a hegemonia no evento, que abre o calendário do Verão Espetacular e acontece neste domingo, em São Bernardo do Campo.

Vai começar o Verão Espetacular. E justamente com aquilo que o brasileiro mais gosta de ver: dribles, gols, habilidade e muito espetáculo. É isso que promete trazer o Reis do Drible 2019, que acontecerá na manhã deste domingo, no ginásio Adib Moysés Dib, em São Bernardo do Campo, dentro do Esporte Espetacular.

Craques do futebol, como Antony, do São Paulo, e Michael, do Goiás, estarão em quadra ao lado de grandes nomes do futsal e do freestyle, como o francês Sean Garnier, primeiro campeão mundial da categoria. O time dele, inclusive, terá uma missão “ingrata”: acabar com a hegemonia de Falcão, que venceu as outras quatro edições no duelo coletivo.

Falcão com o troféu do Reis do Drible de 2018 — Foto: Rodrigo Dod / Savaget

E o Rei do Futsal promete mais uma conquista na edição deste ano.

– Ganhei todas as edições, só no primeiro ano que não ganhei o individual, mas outros três eu ganhei o individual também. Mas no coletivo ganhei todas. Sou competitivo, não gosto de perder. Esse eu venho para ganhar de novo – falou.

Mas, diz aí, Falcão, qual o segredo pra ganhar o Reis do Drible?

– O segredo é justamente juntar a hora de fazer o gol com a hora de dar o drible. Quando pensa só em uma coisa, deixa de fazer a outra. Às vezes o gol está aberto e a gente percebe que o jogador que dar o drible, mas ele não sai. Quando faz o gol, garante um ponto. Tem que deixar as coisas correrem naturalmente. Quando você foca muito em driblar, deixa de fazer o gol. Quando foca muito em fazer o gol, deixa de driblar – completou.

Estreante no evento, Antony estará na equipe de Sean Garnier e tentará acabar com a soberania do camisa 12. Além disso, ele ganhou a votação realizada no GloboEsporte.com e foi ecolhido pelo público para participar de um desafio um contra um com Falcão.

– Eu assistia na televisão e hoje posso estar junto com essas lendas, com esses craques. Vai ser muita risada. Mas tem que tomar cuidado para não tomar uma caneta (risos). O Falcão é o dono da quadra, o rei do futsal. Vai ser uma honra jogar contra ele, dando risada do lado dele – disse.

E como funciona?

Aqui, o gol é o menos importante. São três jogadores e um goleiro em cada equipe. Cada gol marcado vale um ponto, e dribles como meia-lua, caneta ou chapéu valem dois pontos. O combo do drible + gol vale quatro pontos.

São dez minutos de bola rolando, mas o cronômetro é parado em qualquer lance de falta ou gol e quando a bola sai de quadra. Cada time tem no máximo 40 segundos para definir o lance. Depois disso, a posse de bola automaticamente é passada para a equipe adversária.

Em caso de faltas, as cobranças são em shoot-out. A bola é colocada na linha demarcada no campo, e o jogador tem até dez segundos para definir a jogada, no mano a mano com o goleiro.

Os times

Time Falcão

O time do Rei do Futsal terá Michael, atacante do Goiás, Adonias Diego, do freestyle, e o goleiro Tiago, ex-seleção brasileira de futsal e atualmente atleta do Corinthians.

Time Sean

Além de Antony, a equipe comandada pelo francês Sean Garnier, primeiro campeão de futebol freestyle do mundo, contará com o argentino Charly, também do freestyle, Oitomeia, jogador de futsal do Jaraguá do Sul, além do goleiro Franklin, ex-atleta da seleção brasileira de futsal.

Fonte: Globo.com