O valor mínimo para participar da rifa é de R$ 20, e pode ser adquirida pelos números (63) 98404-6501 (Nei) ou (63) 9 8421-8458 (Eduardo Cruz).

 

 

 

 

 

 


Camisa é autografada por vários atletas — Foto: Divulgação/ arquivo pessoal

 

 

 

 

 

 

 

A Federação Tocantinense de Futebol de Salão (FTFS) está sorteando através de rifa, uma camisa autografada por vários jogadores do futsal. Uma das assinaturas na camiseta é do ex-jogador Falcão – considerado o maior jogador de futsal de todos os tempos. O dinheiro arrecadado será para custear algumas despesas da federação durante a pandemia da Covid-19.

O valor mínimo para participar da rifa é de R$ 20, e pode ser adquirida pelos números (63) 9 8404-6501 (Nei) ou (63) 9 8421-8458 (Eduardo Cruz).

Nei de Oliveira é o presidente da federação e organizador da rifa. Ele disse que conseguiu a camisa autografada dos craques da seleção durante o Desafio das Américas – amistoso entre o Brasil e Argentina – em Manaus.

– É uma camisa oficial da seleção brasileira de futsal com a assinatura dos craques que participaram de um Amistoso contra a Argentina realizado em Manaus, dentre os jogadores está o Falcão o que torna a camisa uma relíquia, já que o principal jogador de futsal do mundo não está mais jogando. Eu estive na viagem com a delegação da seleção para Rondônia e Manaus em 2018 e aproveite a oportunidade e consegui os autógrafos.

Segundo Nei, as dificuldades que a FTFs vem passando neste momento fez ele ter essa atitude de realizar a rifa para arrecadar dinheiro e manter a casa em ordem.

– Estamos fazendo está ação com o objetivo de arrecadar fundos para custear as despesas administrativas da federação, não recebemos recurso governo e nem da CBFS que também está passando por dificuldades. Temos também o objetivo de socorrer árbitros e dirigentes que por ventura estejam passando por dificuldades. O valor da contribuição é de R$ 20 no mínimo. Cada contribuinte receberá um número e participará do sorteio da camisa que está previsto para ser realizado em junho desse ano. A camisa é minha e não estou cobrando nada por isso – explicou.

Fonte: Globo.com