Eles não escondem que a ansiedade maior é para ver o craque em quadra do que pelas partidas que irão disputar.

No próximo sábado Falcão vai participar de um jogo festivo no Sesc Petrolina. Mas, antes do craque entrar em quadra, dois jogos pelas categorias Sub 9 e Sub 11, entre Colégio Castro Alves e Iate Clube, vão movimentar o Ginásio. Os meninos não escondem a ansiedade para o momento.

Atletas das categorias de base do Iate se preparam para partidas preliminares de evento com Falcão — Foto: Amanda Lima

– Eu estava pesquisando na internet em um canal de futebol, vi o Falcão jogando e eu achei o drible dele bonito – explicou Davi Yuji, que entra em quadra pelo Sub 9 do Iate.

– A emoção não tem como explicar porque é o maior jogador de futsal do Brasil, eu acho que todo mundo gostaria de conhecê-lo. Quero vê-lo jogando, porque quando a gente vê ele jogando, a gente tenta fazer igual – declara Leonidas Ferrer que vai jogar pelo Sub 11 do Colégio Castro Alves.

Para os professores, é importante que eles vivam a experiência de ver um grande ídolo em quadra e possam se inspirar nele.

Atletas das categorias de base do Castro Alves se preparam para partidas preliminares de evento com Falcão — Foto: Amanda Lima

– Esse evento veio fortalecer os nossos atletas. Mais para ver como Falcão joga e objetivar o atleta em sempre estar buscando melhorar o seu talento no futsal, então só tem a favorecer os nossos atletas – afirmou o Técnico Colégio Castro Alves, Raphael Araújo.

O maior jogador de futsal de todos os tempos.

– É de grande importância [o jogo festivo], porque nós serem humanos temos que nos espelhar em algo. A gente na região está perdendo muito os valores do esporte, porque antes tínhamos grandes referências aqui na nossa região. É de grande importância trazer grandes atletas que são referências mundiais. Eu tenho hoje Falcão como o Pelé do futsal, e a presença dele só vai estimular mais a prática do esporte – concluiu o Treinador do Iate Clube, Mazinho.

Fonte: Globo.com