Ala relembra lance com carinho por ter sido seu único gol de cobertura usando o peito.

 

 

 


Falcão recebe placa por golaço marcado em Taubaté em 2014 — Foto: Jonas Barbetta/ Top 10 Comunicação

 

 

 

Acostumado a marcar golaços em seus tempos de atleta, o ex-jogador de futsal Falcão recebeu uma placa em Taubaté, no interior de São Paulo, por um gol de cobertura que marcou usando o peito em maio de 2014. Nessa época, o ala defendia Sorocaba e liderou a goleada por 4 a 1sobre o Taubaté (veja o golaço a partir dos 50 segundos do vídeo abaixo).

 

 

 

 

 

 

Na época, Falcão afirmou que tinha sido seu primeiro gol de cobertura usando o peito. Nesta quinta-feira, 16, ao receber a placa no ginásio da Vila Aparecida, em Taubaté, Falcão voltou a lembrar com carinho do gol e disse que está entre os cinco preferidos de sua carreira.

 

 

 

– Coloco entre os cinco pela dificuldade e por não ter outro. Teve um gol que fiz na final do Grand Prix em 2011, mas o nível de dificuldade, ser um gol de cobertura, sem ângulo e aonde a bola entrou, é um gol único. Daqui a 50 anos, se me perguntarem desse gol, vou saber que fiz em Taubaté – relembrou o jogador.

 

 

 

 

 

 

Falcão recebeu a placa em um evento com atletas profissionais e da base do Taubaté Futsal. Também participaram crianças de projetos sociais na cidade. Além da homenagem, o craque bateu bola com as crianças e participou de um desafio de freestyle.

 

 

 

Após se aposentar no final de 2018, Falcão mantém uma rotina agitada entre jogos de apresentação e eventos de patrocinadores. Em entrevista recente, o ex-jogador afirmou que até 2020, participará de eventos. Depois, cogita retornar à seleção brasileira de futsal como técnico ou dirigente.

 

 

 

Em pouco mais de 20 anos de carreira, Falcão foi eleito oito vezes o melhor jogador do mundo de futsal, foi bicampeão mundial pela seleção brasileira, além de ter conquistado nove vezes a Liga Nacional e acumular outros recordes no esporte, sendo considerado o maior jogador da história do futsal mundial.

 

 

 

Fonte: Globo.com