Maior jogador de futsal de todos os tempos curte aposentadoria com jogos festivos pelo país e participa de inauguração de escolinha na capital potiguar. Decisão de parar não tem volta.

 

 

Foto: Augusto Gomes/GloboEsporte.com

 

 

O ginásio da Uni-RN, em Natal, ficou lotado neste domingo para o primeiro jogo-exibição de Falcão na temporada 2019, poucos meses depois da aposentadoria das quadras. Agora, para o “Rei do Futsal”, tudo é diversão. Com dribles e golaços, o eterno camisa 12 da seleção brasileira empolgou fãs de várias gerações e encantou, principalmente, as crianças. Apesar do calor e da correria, foram centenas de selfies e autógrafos.

 

 

– O Norte e o Nordeste do Brasil têm uma coisa diferente. O calor que é e mais o calor da torcida são muito legais. Eu sou um privilegiado de poder rodar o Brasil e o mundo e ter esse carinho. Para mim, é o que vale mais do que qualquer troféu e título que eu tenha conquistado – falou.

 

 


Fã de Falcão, garoto estava chorando antes de conseguir foto com o ídolo — Foto: Augusto Gomes/GloboEsporte.com
A passagem do craque por Natal marcou também o lançamento oficial do CT Falcão 12 na capital potiguar, que funciona no Arena Soccer, em Candelária. As crianças do projeto tiveram um encontro especial com o ídolo no sábado.
– A escolinha não é de alto rendimento. Aquele menino que nunca chutou uma bola tem que ser tão bem tratado como um menino que é diferenciado. Esse menino diferenciado, com certeza, vai ser visto de forma diferente. Hoje, 14 jogadores que passaram por nossas escolinhas estão em grandes clubes do Brasil. Outros deixaram um laço de amizade e hoje são médicos, professores, enfermeiros. É o grande legado que quero deixar com minha marca – comentou.


Falcão distribuiu centenas de autógrafos e selfies no ginásio da Uni-RN — Foto: Augusto Gomes/GloboEsporte.com

 

 

 

Falcão atuou um tempo em cada equipe durante o jogo festivo que contou com a participação de alunas do CT, ex-jogadores, jornalistas e patrocinadores. Entre os ex-atletas profissionais estavam Neilson, Anderson e Charles, que defendiam o ABC naquela final histórica da Taça Brasil, em Natal, em 2006. Na oportunidade, Falcão e a Malwee/Jaraguá levaram a melhor e venceram por 3 a 2, diante de mais de 10 mil torcedores no ginásio Machadinho.

 

 

 

– Foi uma tarde inesquecível, com amigos que o futsal me deu. Jogar do lado do maior de todos os tempos não tem preço – falou Charles, que hoje é professor de Educação Física na cidade de Macaíba, na Grande Natal.

 

 

 

 


O reencontro de Charles, ex-ABC, e Falcão durante o jogo festivo em Natal — Foto: Marina Lino

 

 

Quanto à decisão de se aposentar, Falcão voltou a afirmar que, realmente, parou na melhor hora e que continuará rodando o país com mais eventos como o realizado na capital potiguar, neste domingo.

 

 

 

– Joguei minha vida inteira como profissional e agora quero me divertir. Até metade do maio eu não tenho data para nada. O evento tem sido um sucesso. A galera vem e se diverte. Estou consciente de ter parado. Estou feliz de poder me divertir, de poder ter tempo para a minha família, para os meus filhos. Então, acredito que a decisão foi no melhor momento possível – concluiu.

 

 

 


Falcão atuou um tempo em cada equipe durante amistoso em Natal — Foto: Marina Lino

 

 

 


Fora de quadra, Falcão teve dificuldade para driblar os fãs — Foto: Marina Lino

 

 

 

Fonte: Globo.com